Saiba checar se uma citação atribuída a alguém célebre é verdadeira

Muitas citações que são compartilhadas na internet não são atribuídas a seu verdadeiro autor.

Associadas a pensadores importantes, como Voltaire e Einstein, ou a escritores consagrados, como Clarice Lispector e Carlos Drummond de Andrade, as frases de efeito em muitos casos não resistem a uma pesquisa mais séria.

A jornalista María Eugenia Redondo, do “El País”, sugere alguns procedimentos para descobrir qual a mente por trás do aforismo. Confira as dicas:

*

1) Desconfie de autores-clichê
Apesar da dificuldade em aferir a veracidade das frases, algumas dicas podem ajudar: sempre desconfie de autores-clichê, principalmente dos queridinhos da internet –de Mandela a Jack Kerouac. Escritores famosos e personagens históricos geralmente associados à política são os álibis preferidos de uma citação falsa.

2) Consulte as obras originais
Nem toda citação está falsamente creditada, mas muitas pecam pela falta de exatidão. Os motivos podem ser vários: lapsos de memória, erros de interpretação e até a confusão a respeito de frases que foram consagradas em filmes –e não nos livros dos autores a que são atribuídas. Um exemplo é a frase “Elementar, meu caro Watson”, atribuída a Sherlock Holmes, mas que não aparece na obra original de Conan Doyle.

3) Recorra a sites especializados
Alguns sites especializados podem ajudar, como o Quote Investigator. A partir de pedidos cadastrados no site, apura registros históricos para confirmar a autoria. Já o Centro Winston Churchill criou seu próprio banco de frases falsamente atribuídas ao ex-premiê britânico.