Folha realiza evento para discutir combate a exploração e abuso sexual infantil

Por treinamento
 A Folha realiza, na próxima quinta-feira (18), o Fórum Exploração Sexual Infantil.

O evento, realizado em parceria com o Instituto Liberta, vai discutir como combater a prostituição e o abuso de crianças, abordando leis, campanhas, redes de proteção a vítimas e maneiras como empresas podem ajudar.

Cantora Fafá de Belém e secretária e colunista da Folha Rosely Sayão (Fotos: Adriano Vizoni e Raquel Cunha/Folhapress)

O problema ainda é grave no Brasil: estudo da ONG Childhood Brasil mostrou que foram notificados, entre 2012 e 2015, mais de 157 mil casos de violência sexual de crianças e adolescentes no país —ou seja, quatro a cada hora.

Segundo levantamento do Disque-Denúncia, uma em cada quatro notificações envolvendo crianças cita violência sexual, que abrange tanto abuso quanto exploração infantil. Em 2014, das quase 23 mil denúncias desse tipo de crime, 65% tinham como suspeitos membros da própria família da vítima.

Mas avanços vêm sendo empreendidos. Em março, uma nova lei sancionada pelo Senado foi considerada um aperfeiçoamento do Estatuto da Criança e do Adolescente, ao prever que crianças vítimas de abuso não podem ser conduzidas repetidas vezes a prestar depoimentos a profissionais não especializados.

Entre os participantes confirmados no evento, estão a cantora Fafá de Belém, a deputada e ex-ministra dos Direitos Humanos Maria do Rosário, a senadora Lídice da Mata, Claudia Vidigal, secretária nacional de Promoção dos Direitos da Criança e do Adolescente, e Rosely Sayão, colunista da Folha.

O seminário acontece a partir das 9h no auditório da Unibes Cultural, na rua Oscar Freire, 2.500, em São Paulo.

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas no site eventos.folha.com.br.