Prêmio internacional reconhece coragem de mulheres fotojornalistas

Por treinamento

O prêmio Anja Niedringhaus de coragem em fotojornalismo recebe inscrições até 1º de março de 2017. A premiação, criada em 2014 em homenagem à fotojornalista alemã de mesmo nome, reconhece trabalhos de jornalismo visual que inspirem a agir e entender melhor o mundo.

Primeira fotojornalista alemã a vencer o prêmio Pulitzer, Niedringhaus cobriu pela Associated Press conflitos no Iraque,  Israel, Kuwait e Turquia. Ela foi morta em 2014, enquanto cobria as eleições presidenciais no Afeganistão, por um policial afegão que abriu fogo contra o carro em que estava ao lado de outra jornalista.

This April 7, 2005 photo shows AP photographer Anja Niedringhaus in Rome. Niedringhaus, 48, an internationally acclaimed German photographer, was killed and an AP reporter was wounded on Friday, April 4, 2014 when an Afghan policeman opened fire while they were sitting in their car in eastern Afghanistan. (AP Photo/Peter Dejong, File) ORG XMIT: NY112
Fotógrafa alemã Anja Niedringhaus, morta em ataque no Afeganistão em 2014 (Foto: Peter Dejong/AP)

Podem participar da premiação mulheres fotojornalistas de todo o mundo que trabalhem em veículos jornalísticos ou como freelancers. É preciso enviar dez fotos que representem o estilo visual da candidata e estejam no contexto de ambientes de reportagem desafiadores. Ao menos cinco delas devem ter sido tiradas nos últimos dois anos.

A candidata também precisa enviar um currículo, exemplos de seu trabalho como jornalista e uma declaração, escrita em inglês, que fale sobre seu trabalho com a fotografia e como ele refletem os valores de Niedringhaus.

A grande vencedora receberá um prêmio de US$ 20 mil e terá seu trabalho exposto. Inscreva-se aqui.