Novo em Folha

Programa de Treinamento

 -

O blog é uma extensão do Programa de Treinamento em Jornalismo da Folha. É produzido pela equipe da Editoria de Treinamento, pelos trainees e por outros colaboradores da Redação da Folha.

Perfil completo

Publicidade
Publicidade

Veja sete dicas de como transmitir vídeos de ações policiais ao vivo com segurança

Por treinamento

A revista “Wired”, com a ajuda do diretor de práticas policiais da American Civil Liberties Union da Califórnia, Peter Bibring, criou uma lista com sete dicas sobre como fazer transmissões em vídeo de ações policiais ao vivo pelo celular, de forma segura. As gravações podem ser úteis para fiscalizar a ação da polícia e detectar possíveis abusos. Confira:

1- Gravar é bom, transmitir é melhor: Em vez de gravar um vídeo no seu celular, que pode ser confiscado ou destruído, você deveria transmiti-lo ao vivo. Nesse caso, a gravação é salva automaticamente no servidor e pode ser visualizada de forma instantânea. Os aplicativos do Youtube e Facebook, por exemplo, oferecem a opção de transmissão ao vivo.

2- Conheça seus direitos: Desde que não interfira na ação policial nem coloque em risco a ordem pública ou a segurança coletiva, qualquer pessoa tem direito de gravar a polícia.

Manifestante grava ação da polícia durante protesto na avenida Paulista (Foto: Danilo Verpa/Folhapress)
Polícia usa spray de pimenta durante protesto na avenida Paulista (Foto: Danilo Verpa/Folhapress)

3- Não faça movimentos bruscos: Não coloque a mão muito rápido no bolso em busca do celular. Um oficial pode achar que você está tentando pegar uma arma.

4- Expanda os horizontes: Segure o celular sempre na horizontal, no modo paisagem, para capturar o máximo da cena que você conseguir.

5- Não use flashes ou luzes: Acender uma luz durante uma ação policial pode ser considerado interfência. Mesmo que a cena esteja escura, você ainda conseguirá captar áudio.

6- Assista ao que está acontecendo, não à tela: Preste atenção no que está acontecendo à sua frente para que você possa ajeitar o ângulo e a posição do celular conforme necessário.

7- Se você for objeto de investigação: Comece a gravar e guarde seu celular. Se você estiver em um carro e for parado, isso significa colocá-lo no painel. Se estiver a pé, ponha-o no bolso. Áudio pode ser tudo de que você precisa para fundamentar sua história.

Blogs da Folha

Patrocínio

Publicidade
Publicidade
Publicidade