Imagens de fotógrafo eslovaco mostram cicatrizes do Holocausto

Por treinamento

Recostada sobre a mesa, uma mulher idosa enrola a manga da blusa revelando uma sequência de números tatuados no antebraço. Lápides tombadas erguem-se contra um céu cinzento. No canto de uma sala mal iluminada, esconde-se uma estante com volumes amarelados.

Essas são algumas das imagens captadas pelo fotógrafo Yuri Dojc, 70, que contam parte da história de destruição que a Segunda Guerra Mundial deixou entre a comunidade judaica na Eslováquia.

last_folio_01
Imagens mostram testemunhos da cultura judaica na Eslováquia (Foto: Yuri Dojc/Divulgação)

Mais de 60 fotos estarão expostas em São Paulo a partir de quinta (18), na exposição “Last Folio – Preservando Memórias”. Na abertura, haverá um debate com o fotógrafo e a sua colaboradora, a cineasta tcheca Katya Krausova.

O eslovaco Dojc passou anos rastreando imagens dos últimos testemunhos da cultura judaica no país –primeiro por conta própria e, a partir de 2005, com a ajuda de Krausova.

Os dois nasceram na antiga Tchecoslováquia e deixaram a terra natal em 1968, por razões políticas. Juntos, lançaram também um curta documental, em que ouvem relatos de sobreviventes.

“Tudo isso só começou a me interessar depois da morte de meu pai. Minha mãe não era mais capaz de me dizer nada”, diz Dojc, em uma cena do filme.

“Nunca tive a figura completa, mas agora estou pegando a imagem dessas pessoas e, por meio de de suas histórias, chegando à de meus pais, cujo destino provavelmente foi muito parecido com o de muitos outros.”

ABANDONO

As fotos mostram sinagogas e prédios escolares desertos, artefatos religiosos e livros que estavam sendo lidos, ensinados e celebrados até o momento das deportações em massa dos judeus para os campos de concentração.

A exposição também contempla retratos contemporâneos de testemunhas do Holocausto.

O conjunto de imagens está organizado em cinco núcleos: água e memória; cultura e destruição; estruturas; sobreviventes; e fragmentos e livros. A disposição propõe um percurso que conduz o visitante ao leste da Eslováquia em 1942, quando a população foi levada aos campos de concentração.

O painel na quinta, mediado pelo colunista da Folha Jaime Spitzcovsky, terá ainda participação do ex-ministro das Relações Exteriores Celso Lafer e do professor de teoria literária da Unicamp Márcio Seligmann.

LAST FOLIO – PRESERVANDO MEMÓRIAS
QUANDO de seg. a sáb., das 10h às 18h; de 18/8 a 22/10
ONDE Unibes Cultural, r. Oscar Freire, 2.500, tel. (11) 3065-4333
QUANTO Grátis

PAINEL
QUANDO qui. (18), às 17h
ONDE Unibes Cultural, r. Oscar Freire, 2.500, tel. (11) 3065-4333
QUANTO grátis; inscrição pelo e-mail inscricao@unibescultural.org.br