Em vídeo, humorista John Oliver fala sobre crise no jornalismo

Por treinamento

Famoso pelos vídeos em que analisa de forma bem-humorada assuntos relevantes, como os Jogos Olímpicos e as eleições norte-americanas, o humorista britânico John Oliver escolheu a crise no jornalismo como alvo de seu último programa, exibido nos EUA neste domingo (7), no canal HBO.

“Jornais têm fechado e diminuído de tamanho por anos, e isso afeta a todos nós”, disse Oliver. “A mídia é uma cadeia alimentar que desmoronaria sem jornais locais”.

john_oliver

Segundo ele, os jornais americanos aumentaram em US$ 2 bilhões a receita de anúncios on-line nos últimos anos, mas perderam US$ 30 bilhões nas receitas do jornal impresso. “É como encontrar uma moeda na calçada no mesmo dia em que sua conta é esvaziada por um hacker belga de 16 anos”, ironizou.

O apresentador usou como exemplo negativo o caso do jornal do Estado do Oregon, “The Oregonian”, que em 2014 determinou que seus jornalistas precisariam publicar um mínimo de três posts de blog por dia. “Se for exigido que repórteres escrevam, editem, filmem e twittem, erros acontecerão”, disse.

Oliver afirmou ainda que grande parte da culpa dos apuros passados pelos jornais recai sobre os leitores e sua falta de vontade de pagar pelo trabalho produzido pelos jornalistas.

Como um possível problema decorrente da crise, ele destacou a probabilidade de aumento de casos de corrupção na política com a diminuição do poder da mídia. “Não ter repórteres em encontros do governo é como um professor que deixa seus alunos de sétimo ano supervisionando a si mesmos. Na melhor das hipóteses, Britney acaba com chiclete no cabelo; na pior, você nem terá mais uma escola.”

Para concluir o quadro, o programa encenou uma paródia do filme “Spotlight”, renomeado como “Stoplight”. No segmento, que tem participação dos atores Jason Sudeikis, Rose Byrne e Bobby Cannavale, um jornalista tenta vender ao editor uma pauta sobre corrupção em Boston, mas acaba sendo preterido pela história de um gato que se parece com um guaxinim, e que pode render mais cliques.

Veja o vídeo completo em inglês, extraído do programa “Last Week Tonight”: