Radialista asiática escreve manifesto pela representatividade na mídia

Por treinamento

A radialista Stephanie Foo, apresentadora do “The American Life” nos Estados Unidos, escreveu um manifesto pela diversidade racial e étnica nos meios de comunicação, propondo estratégias para criar um ambiente mais representativo.

Segundo ela, não basta “jogar um pouco de hip hop” na rádio para atrair minorias; é necessário contratar pessoas que pertencem a esses grupos. Como exemplo, Foo cita a estatística de que apenas 4,8% dos empregados em redações jornalísticas são negros. Apenas 13% pertencem a alguma minoria étnica.

O dado é da “Columbia Journalism Review”. De acordo com o levantamento da revista, desde 1968, a quantidade de negros nas Redações permanece abaixo de 5%. Na população norte-americana, 37% das pessoas pertencem a alguma minoria, como negros, hispânicos, asiáticos indígenas e outros.

“Uma equipe mais diversa leva a um campo maior de ideias. E novas ideias trazem novos ouvintes”, afirma Foo, que cita como exemplo o público jovem de seu podcast, diferente de outros programas do gênero. “[Algumas] organizações hoje sabem que a única maneira de construir um talento diversificado é recrutar ativamente pessoas diferentes”, comenta.

Leia aqui a íntegra do manifesto (em inglês).

A radialista Stephanie Foo, apresentadora do “The American Life” nos EUA
A radialista Stephanie Foo, apresentadora do “The American Life” nos EUA