Veja o gabarito da prova online para trainee de Fotojornalismo e Vídeo

Por treinamento

Confira abaixo o gabarito da prova on-line de seleção para o Programa de Treinamento de Fotojornalismo e Vídeo da Folha, aplicada entre os dias 28 e 30 de agosto.

Ela é composta de 50 questões de múltipla escolha (sendo 20 de conhecimentos gerais, 20 de português e 10 de inglês) e três questões dissertativas.  As alternativas corretas estão destacadas em negrito.

Os candidatos tiveram três horas para realizar a prova. Além do número de acertos, a seleção levou em conta as respostas das questões dissertativas.


 

CONHECIMENTOS GERAIS

1) Em 17 de dezembro de 2014, os presidentes Barack Obama e Raúl Castro anunciaram o começo de um processo para restabelecer relações diplomáticas entre EUA e Cuba, rompidas em 1961, durante a Guerra Fria. Entre as principais medidas de reaproximação ocorridas após esse anúncio histórico, é correto citar:

  • I. supressão do embargo econômico à ilha
  • II. reabertura de embaixadas
  • III. devolução de Guantánamo
  • IV. início da democratização de Cuba, com marcação de eleições livres no país

a) Apenas II está correta.
b) Apenas II e IV estão corretas.
c) Apenas II, III e IV estão corretas.
d) Todas as afirmações estão corretas.
e) Nenhuma afirmação está correta.

 

2) Sobre a Operação Lava Jato, maior investigação sobre corrupção já conduzida no Brasil, é correto afirmar que:

  • I. Seu alvo inicial era uma rede de doleiros que atuavam em vários Estados.
  • II. Descobriu um vasto esquema de corrupção na Petrobras, envolvendo políticos de vários partidos e as maiores empreiteiras do país.
  • III. Uma de suas frentes de investigação aponta desvios também em obras do setor elétrico.
  • IV. Entre as autoridades acusadas de envolvimento no esquema, estão o presidente da Câmara dos Deputados, o presidente do Supremo Tribunal Federal e um ex-presidente da República.

a) Apenas I, II e IV estão corretas.
b) Apenas II, III e IV estão corretas.
c) Apenas I, II e III estão corretas.
d) Todas as afirmações estão corretas.
e) Nenhuma afirmação está correta.

 

3) Joaquim Levy, Nelson Barbosa, Rodrigo Janot e Sergio Moro são, respectivamente:

a) ministro do Planejamento, ministro da Fazenda, procurador-geral da República e juiz federal em Curitiba
b) ministro da Fazenda, ministro do Planejamento, procurador-geral da República e juiz federal em Curitiba
c) ministro da Fazenda, ministro do Planejamento, advogado-geral da União e juiz federal em Brasília
d) diretor do banco Bradesco, ministro do Supremo Tribunal Federal, procurador-geral da República e juiz federal em Brasília
e) diretor do banco Bradesco, ministro do Planejamento, procurador-geral da República e juiz federal em Curitiba

 

4) A respeito do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), é correto afirmar:

  • I. Impôs revés importante ao governo Dilma, ao conseguir a aprovação do projeto que regulamenta a contratação de mão de obra terceirizada.
  • II. Um dia após a Câmara rejeitar proposta que baixava a maioridade penal, o deputado alterou trechos do texto e repetiu a votação, obtendo sua aprovação.
  • III. Sem o apoio de seu partido, rompeu com o Planalto e acusou o governo petista de articular seu envolvimento na Lava Jato.
  • IV. É acusado de ter recebido US$ 5 milhões em propina para garantir contratos de uma empresa com a Petrobras.

a) Apenas II e III estão corretas.
b) Apenas III e IV estão corretas.
c) Apenas II, III e IV estão corretas.
d) Todas as afirmações estão corretas.
e) Nenhuma afirmação está correta.

 

5) Uma investigação do FBI e da polícia suíça revelou, em maio, um esquema de corrupção envolvendo o órgão máximo do futebol mundial, a Fifa (Federação Internacional do Futebol), e outras entidades como a CBF, Concacaf e Conmebol. Sobre esse que já é considerado o maior escândalo da história do futebol, é correto afirmar que:

  • I. Dirigentes e ex-cartolas do alto escalão da Fifa, como o ex-presidente da CBF José Maria Marín, foram presos.
  • II. Dias após o escândalo vir à tona, o presidente da Fifa, Joseph Blatter, renunciou ao cargo.
  • III. Envolve o ex-jogador da seleção e senador Romário (PSB-RJ), que teria escondido da Receita uma conta na Suíça com cerca de R$ 7,5 milhões.

a) Apenas I e II estão corretas.
b) Apenas I e III estão corretas.
c) Apenas II e III estão corretas.
d) Todas as afirmações estão corretas.
e) Nenhuma afirmação está correta

 

6) Sobre a charge abaixo, assinale a alternativa correta:

questão 6 - charge

a) Foi publicada pelo periódico francês “Charlie Hebdo” em janeiro, dias antes de sua sede em Paris ser atacada por terroristas islâmicos.
b) Ironiza o massacre no jornal francês “Charlie Hebdo” e foi disseminada nas redes sociais pela Al Qaeda, que reivindicou o ataque ao jornal.
c) Estampa a capa da primeira edição do jornal “Charlie Hebdo” após ataque terrorista que matou 12 pessoas em sua sede, em Paris.
d) Foi feita por Laerte Coutinho, cartunista da Folha, em homenagem às vítimas do ataque ao seminário francês “Charlie Hebdo”.
e) Feita por estudantes franceses, tornou-se emblema da marcha histórica contra o terrorismo ocorrida na França após o ataque ao “Charlie Hebdo”.

 

7) Sobre a instauração de um processo de impeachment contra um presidente da República no Brasil, é correto afirmar que:

  • I. Implica a caracterização de um crime de responsabilidade, isto é, de atos que atentem contra a Constituição Federal.
  • II. O pedido de impeachment só pode ser apresentado por um ministro da corte máxima do país, o STF.
  • III. Se o impeachment ocorrer, é empossado o candidato que teve o segundo maior número de votos na última eleição presidencial.

a) Apenas I está correta.
b) Apenas I e II estão corretas.
c) Apenas I e III estão corretas.
d) Todas as afirmações estão corretas.
e) Nenhuma afirmação está correta.

 

8) Como outros países europeus, a Grécia foi afetada pela crise de 2008. Sua situação, porém, piorou em 2009 quando se descobriu que o país maquiava as contas públicas para esconder sua dívida. Hoje, a dívida grega supera 170% de seu PIB. Entre seus principais credores, estão o FMI (Fundo Monetário Internacional) e o BCE (Banco Central Europeu). Sobre a atual conjuntura grega, assinale a alternativa correta:

a) O último premiê, Alexis Tsipras, do partido de direita Syriza, havia sido eleito com a promessa de cancelar o pacote de austeridade imposto à Grécia pelos credores.
b) Em plebiscito realizado em julho, a maioria dos gregos votou por aceitar a proposta de socorro internacional feita pelos credores.
c) Pouco antes do plebiscito, a Grécia impôs medidas de controle de capital, como fechamento de bancos e restrição de saques em caixas eletrônicos.
d) A União Europeia obrigou a Grécia a sair da zona do euro para que o país recebesse um novo programa de resgate.
e) Para emprestar mais dinheiro à Grécia, credores exigem que o governo faça uma reforma tributária e uma reforma previdenciária, com diminuição da idade mínima de aposentadoria.

 

9) As chamadas “pedaladas fiscais” ocorridas no governo Dilma Rousseff devem ser julgadas pelo TCU (Tribunal de Contas da União) em setembro de 2015. Sobre elas, é correto afirmar:

  • I. Podem ser definidas como atrasos de repasses do governo a bancos públicos por pagamentos de programas sociais e subsídios.
  • II. São criticadas por postergar despesas e esconder a real situação do caixa do Tesouro.
  • III. Embora tenham crescido de modo acentuado sob Dilma, ocorriam desde o governo Fernando Henrique Cardoso.

a) Apenas I e II estão corretas.
b) Apenas II e III estão corretas.
c) Apenas I e III estão corretas.
d) Todas as afirmações estão corretas.
e) Nenhuma afirmação está correta.

 

10) Sobre as consequências da Segunda Guerra Mundial na Europa, está certo dizer que:

  • I. Mais da metade do total de mortos eram civis não combatentes.
  • II. Além das batalhas, as mortes ocorriam por doenças, subnutrição, fome e em campos de extermínio e de trabalho forçado.
  • III. Depois da Guerra, a Europa padeceu de grande escassez de mulheres.

a) Apenas I está correta.
b) Apenas I e II estão corretas.
c) Apenas II e III estão corretas.
d) Todas as afirmações estão corretas.
e) Nenhuma afirmação está correta.

 

11) Depois de um crescimento fulminante em 2014, ocupando territórios no Iraque e na Síria, o Estado Islâmico se expandiu em 2015 para a Líbia. Sobre a atuação da milícia radical, é correto afirmar:

  • I. Apoia-se principalmente no recrutamento de jovens revoltados com a situação de suas nações, no geral, combalidas por lutas internas.
  • II. Destrói monumentos históricos em museus e cidades milenares, por considerá-los símbolos do capitalismo americano.
  • III. Apesar de ser forte em alguns países árabes, sua influência se restringe ao Oriente Médio, onde fazem seus atentados e conseguem adeptos.

a) Apenas I está correta.
b) Apenas I e II estão corretas.
c) Apenas I e III estão corretas.
d) Todas as afirmações estão corretas.
e) Nenhuma afirmação está correta.

 

12) O gráfico a seguir mostra dados recentes do índice de atividade econômica do Banco Central. Com base nos resultados apresentados e em seus conhecimentos, assinale a alternativa correta:

questão 12 - gráfico

a) Os resultados sugerem que a recessão se distribui de maneira uniforme pelo país, com retração na atividade econômica em todas as regiões.
b) A economia paulista, embora tenha se expandido ao longo de 2013, passou a encolher a partir do quarto trimestre de 2014.
c) Os resultados econômicos de São Paulo e do Nordeste contrariam o desempenho de Dilma Rousseff nas eleições de 2014, quando a maior parte dos paulistas não apoiou a reeleição da presidente.
d) A economia brasileira entrou em tendência de queda a partir do quarto trimestre de 2013, caminhando para a recessão desde então.
e) A queda da atividade econômica foi mais intensa em São Paulo do que no resto do país, em parte pelo peso da indústria na economia do Estado.

 

13) Sobre a Proclamação da República no Brasil, em 15 de novembro de 1889, assinale a alternativa correta:

a) Prejudicou a oligarquia cafeeira, que foi perdendo influência no sistema político com a ascensão das classes médias urbanas.
b) O Exército fez oposição ao novo regime, com receio de perder a autonomia e a participação política que adquirira durante a monarquia.
c) Um de seus motivos foi a abolição da escravidão, em 1888, que levou membros da oligarquia cafeeira a retirarem seu apoio ao imperador.
d) Atendeu aos anseios das camadas mais pobres, uma vez que permitiu a participação popular no sistema eleitoral recém-implantado.
e) Evitou a ascensão ao poder dos militares, que vinham tramando um golpe contra o imperador, dando início à chamada República do Café com Leite.

 

14) As cenas descritas abaixo ocorreram em uma manifestação de trabalhadores, centrais sindicais e partidos de esquerda contra projeto de lei da terceirização, no centro do Rio de Janeiro, em meados de abril:

Na frente do carro de som, um grupo carrega um caixão, representando o ‘sepultamento das conquistas dos trabalhadores’. Ao lado, vai um homem vestido de papa e um segundo, de terno e faixa presidencial, carregando um estandarte com a figura de Getúlio Vargas e a inscrição CLT.” (Folha – 15/4/2015)

Os manifestantes fizeram referência à Consolidação das Leis do Trabalho, promulgada pelo presidente Getúlio Vargas durante o Estado Novo (1937-1945). Sobre esse período, assinale a alternativa correta:

a) Foi regido por uma constituição autoritária, em que o Executivo controlava o Legislativo e o Judiciário, sendo suprimidos os partidos políticos.
b) Foi marcado por forte federalismo, em que os governadores, então chamados interventores, tinham total autonomia na administração estadual.
c) Teve como princípio a desoneração do Estado, diminuindo sua participação no setor produtivo para o pagamento das dívidas públicas.
d) Foi marcado pela livre organização dos trabalhadores na defesa dos seus interesses e direitos, com autonomia dos sindicatos.
e) As liberdades de imprensa e de opinião se tornaram, pela primeira vez, garantias constitucionais, pondo fim à censura por parte do Estado.

 

15) (Unicamp – adaptada) Leia extrato da reportagem de John Eligon, publicada na versão em português do “New York Times”, editada pela Folha:

Um ano depois que um policial de Ferguson, no Missouri (centro dos EUA), matou a tiros Michael Brown, um jovem negro de 18 anos que estava desarmado, a região de St. Louis esteve envolvida em uma difícil discussão sobre raça e classe -e não apenas relacionada à polícia.
Para muitos, uma questão permeia todas as outras: as barreiras que mantêm os negros fora das comunidades prósperas, geralmente brancas, podem ser derrubadas?
Os dados, em geral, sugerem que não. Segundo diversas medidas, a região de St. Louis continua entre os lugares mais segregados do país, onde a maioria dos negros e dos brancos, embora separados apenas por uma curta distância, vivem em mundos diferentes.” (Folha – 22/8/2015)

Baseado no texto e em seus conhecimentos sobre o tema, assinale a alternativa correta:

a) A experiência da escravidão aproxima a história dos Estados Unidos e do Brasil, mas a questão do racismo tornou-se uma pauta política apenas nos EUA da atualidade.
b) Como nos EUA, a questão racial também pode ser vista no desenho de algumas cidades brasileiras, onde a maior parte dos moradores de bairros periféricos são negros ou pardos.
c) A questão racial impactou apenas uma parte dos EUA, devido a diferenças climáticas e econômicas entre a porção Sul e o Norte daquele país.
d) Como no Brasil, a abolição da escravidão foi uma etapa da equiparação de direitos na sociedade americana, pois os direitos civis foram assegurados no final do século 19.
e) A segregação racial no Brasil é menos intensa do que nos EUA, onde a lei estabelece um regime de apartheid em escolas, ambientes de trabalho e locais públicos.

 

16) (Enem – adaptada) A foto a seguir representa um movimento que teve forte participação dos jovens no Brasil. Nele, a juventude:

ORG XMIT: 371401_0.tif Estudantes caras-pintadas em manifestação pelo impeachment do presidente Fernando Collor de Mello. (São Paulo, SP, 18.09.1992. Foto de Eder Chiodetto/Folhapress)
(Foto: Eder Chiodetto/Folhapress – 18/9/1992)

a) espelhou-se no movimento estudantil de 1968 e protagonizou ações revolucionárias armadas.
b) aliou-se aos partidos de oposição e organizou a campanha das Diretas-Já.
c) utilizou a internet para agendar suas manifestações, inicialmente contra o aumento das tarifas do transporte público.
d) tornou-se porta-voz da insatisfação da sociedade e influenciou no processo de impeachment do então presidente Fernando Collor.
e) manifestou-se contra a corrupção e cobrou a saída de Dilma Rousseff da Presidência da República.

 

17) (Fuvest) Com base nos gráficos e em seus conhecimentos, assinale a alternativa correta:

a) Em função de políticas de reforma agrária levadas a cabo no Norte do país, durante as últimas décadas, a população rural da região superou, timidamente, sua população urbana.
b) O aumento significativo da população urbana do Sudeste, a partir da década de 1950, decorreu do desenvolvimento expressivo do setor de serviços em pequenas cidades da região.
c) O avanço do agronegócio no Centro-Oeste, a partir da década de 1970, fixou a população no meio rural, fazendo com que esta superasse a população urbana na região, a partir desse período.
d) Em função da migração de retorno de nordestinos, antes radicados no chamado Centro-Sul, a população urbana do Nordeste superou a população rural, a partir da década de 1970.
e) A maior industrialização na região Sul, a partir dos anos 1970, contribuiu para um maior crescimento de sua população urbana, a partir desse período, acompanhado do decréscimo da população rural.

 

18) Em 2013, o atestado de óbito do jornalista Vladimir Herzog foi corrigido, apontando “lesões e maus-tratos” como causa de sua morte, em 1985. A viúva do jornalista, Clarice, e os filhos Ivo e André receberam o documento em março, quase 40 anos após a morte de Vlado. A retificação ocorreu porque:

a) a causa que constava no atestado antes era “morte violenta, de causa desconhecida”, descrição que não é adequada para documentos legais.
b) houve decisão judicial favorável a um pedido feito pela Comissão Nacional da Verdade e pela família para que o documento corrigisse a versão de que Vlado se suicidara.
c) somente em 2013 uma perícia reconstituiu a cena do suposto suicídio de Vlado, aventando pela primeira vez que ela teria sido forjada por agentes da repressão.
d) a Comissão Nacional da Verdade lançou mão de seu poder judicial para alterar o documento e julgar os responsáveis pela morte do jornalista, que ainda estão vivos.
e) aproveitou-se a celebração dos 30 anos das Diretas-Já para retificar a versão, disseminada pelo Exército, de que Vlado se suicidara.

 

19) O gráfico abaixo mostra a evolução do número de desempregados no mundo, entre 2001 e 2014. Com base nos resultados apresentados e em seus conhecimentos, assinale a alternativa correta:

questão 19 - gráfico

a) O número de desempregados começa a crescer fortemente no final de 2008, quando eclode a crise nos EUA, e permanece alto desde 2009.
b) Os efeitos da crise de 2008 só foram sentidos a partir de 2013, quando o número de desempregados ultrapassa os 200 milhões.
c) O aumento no número de desempregados é proporcional à taxa de crescimento da população mundial.
d) A alta persistente no desemprego mundial desde 2001 é fruto da globalização, que impõe uma maior competitividade entre as empresas, as quais, por sua vez, passam a cortar mão de obra para reduzir custos.
e) O aumento na curva de desempregados nos últimos cinco anos se deve, principalmente, à retração da economia dos EUA, onde as taxas de geração de emprego não se recuperam desde 2008.

 

20)  “Cerca de 13% da população do país já teve dengue em algum momento da vida. Esse dado está incluído na primeira edição da Pesquisa Nacional de Saúde, quando o IBGE investigou cerca de 80 mil domicílios, em 1.600 municípios de todo o país, no segundo semestre de 2013.
De acordo com a PNS, 12,9% da população (25,8 milhões) referiram já ter tido dengue. As proporções foram maiores que a média nacional nas regiões Norte (20,5%), Nordeste (18,5%) e Centro-Oeste (17,5%). Na região Sudeste, onde atualmente São Paulo vive uma epidemia, 10,8% das pessoas alegaram já ter tido a doença. No Sul, foi encontrada a menor proporção (1,3%, sendo que 1% com diagnóstico feito por médico).” (“O Globo” – 2/6/2015)

Sobre o avanço da dengue no Brasil em 2015, assinale a alternativa correta:

a) Foi provocado pela disseminação de outras doenças, a Chikungunya e a febre Zika, mais letais do que a dengue hemorrágica.
b) Apesar de a região Sudeste ser a mais populosa, o maior número de casos ocorreu na região Norte, a de menor densidade demográfica.
c) A alta capacidade de modificação genética do vírus, aliada a fatores como pobreza, más condições sanitárias e desinformação, explica em parte o surto de dengue no Brasil.
d) Como a dengue é uma doença infecciosa, apenas o desenvolvimento de uma vacina é capaz de conter seu avanço pelo país.
e) Apesar do elevado número de casos no início de 2014, é de se esperar que a chegada do verão, no fim do ano, contenha a reprodução de seu mosquito-vetor.

 


 

PORTUGUÊS

1) Assinale a alternativa que completa corretamente as lacunas das frases abaixo:

  • Conversou com ela no intervalo da ___________ de fotos.
  • Seu título eleitoral não pertencia àquela ___________.
  • Ele questionou a _________ dos direitos autorais de sua obra.
  • Ele sempre consultava a _____________ de classificados do jornal.

a) sessão – cessão – seção – seção
b) sessão – seção – cessão – seção
c) seção – sessão – cessão – sessão
d) seção – seção – sessão – sessão
e) sessão – cessão – seção – cessão

 

2) Assinale a alternativa que completa corretamente as lacunas das frases abaixo:

  • Com a chegada dos bolsistas, houve ___________ de profissionais anteriormente contratados pela rede pública.
  • No livro, ela também dá dicas de como manter a __________ livre do glúten.
  • Menos de um ano depois de iniciado seu segundo___________ , a presidente luta com uma ___________ estilhaçada, uma economia em desaceleração e o maior escândalo de corrupção da história do país.

a) dispensa – despensa – mandado – coalizão
b) despensa – dispensa – mandato – coalisão
c) dispensa – despensa – mandato – coalizão
d) dispensa – dispensa – mandado – colisão
e) despensa – dispensa – mandato – coalizão

 

3) Assinale a alternativa que completa corretamente as lacunas das frases abaixo:

  • Depois de sofrer ____________ importantes na Síria e no Iraque, os combatentes parecem ter recuperado suas forças nos últimos dias.
  • O empresário foi preso em ____________ na noite de quinta-feira, após atropelar e matar o operário.
  • No pé da planilha, há também a anotação de um nome precedido de um ____________.
  • O produto está embalado em tambores azuis com o símbolo da Nitro Química e um __________ laranja e branco.

a) revezes – flagrante – asterístico – losango
b) reveses – fragrante – asterisco – losângulo
c) revezes – fragrante – asterisco – losango
d) reveses – flagrante – asterístico – losângulo
e) reveses – flagrante – asterisco – losango

 

4) Assinale a alternativa em que o pronome átono esteja corretamente posicionado em relação ao verbo:

a) Não tiro-lhe a razão. Sei que seu ponto de vista é defensável.
b) Poderia-se pensar em uma solução melhor para o caso.
c) Se mostrou muito à vontade durante a filmagem.
d) Se se lembrasse daquele tempo, não teria dito o que disse.
e) Embora trouxessem-nas consigo, eles não mostraram-nas para nós.

 

5) Assinale a alternativa que completa corretamente as lacunas das frases abaixo:

  • Eram praias as mais lindas ______________.
  • Enviarei __________ as fotografias.
  • Muito _____________, respondeu ele à sua namorada.
  • Os colares são lindos, mas custam muito ____________.

a) possível – anexo – obrigado – caros
b) possíveis – anexas – obrigada – caro
c) possíveis – anexas – obrigado – caro
d) possível – anexo – obrigada – caro
e) possíveis – anexas – obrigado – caros

 

6) Assinale a alternativa que completa corretamente as lacunas
das frases abaixo:

  • Aquela era a professora ____________ ele tinha conversado antes.
  • Aquele era o professor ____________alunos receberam prêmios.
  • Aqueles eram os estudantes ____________ desempenho muito se falava na escola.
  • Aquelas eram as obras _____________ haviam feito elogiosos comentários.

a) que – que os – de que o – de que
b) com quem – cujos – de cujo – sobre as quais
c) quem – cujos os – de cujo o – sobre que
d) com quem – cujos os – de cujos – sobre elas
e) que – dos quais – que o – sobre as quais

 

7) Assinale a alternativa que completa corretamente as lacunas das frases abaixo:

  • Quando ele ____________ as mãos no prêmio, todos serão beneficiados.
  • Se _______________ erros, o documento será invalidado.
  • Com suas macaquices, ele _________________ as crianças.
  • Se o governo _________________ os salários, os funcionários retomariam a greve.

a) puser – contiver – entretia – retivesse
b) pôr – conter – entretinha – retesse
c) pôr – conter – entretia – retesse
d) puser – contiver – entretinha – retivesse
e) pôr – conter – entretinha – retivesse

 

8) Assinale a alternativa que completa corretamente as lacunas das frases abaixo:

  • ___________________ incidentes durante o trajeto
  • ___________________ muitas ruas pouco iluminadas nesse bairro.
  • ___________________ dois meses que a prefeitura autorizou o início das obras.
  • ___________________ quase 10h quando ocorreu o acidente.

a) Houveram – Existem – Faz – Eram
b) Houve – Existem – Fazem – Era
c) Houve – Existem – Faz – Eram
d) Houveram – Existe – Faz – Era
e) Houve – Existem – Fazem – Eram

 

9) Assinale a alternativa que completa corretamente as lacunas das frases abaixo:

  • Ele _____________________ a inclusão de suas reclamações no site.
  • Ele não se ______________________, por isso teve problemas posteriores.
  • Quando ela o ________________ certamente lhe contará o que houve.
  • Eu jamais ____________________ nas suas decisões.

a) requis – precaviu – ver – intervim
b) requereu – precaveu – vir – intervim
c) requereu – precaviu – ver – intervi
d) requis – precaveu – vir – intervi
e) requereu – precaveu – ver – intervi

 

10) Assinale a alternativa correta de acordo com a norma culta:

a) A moça deu à luz a xipófagos.
b) A moça deu a luz a xifópagos.
c) À moça deu a luz xipófagos.
d) A moça deu à luz xifópagos.
e) A moça deu a luz a xipófagos.

 

11) Assinale a alternativa que completa corretamente as lacunas das frases abaixo:

  • __________________ você assumiu o erro sozinho?
  • Ele nunca explicou ______________ assumiu o erro sozinho.
  • Gostaria que ele explicasse o _____________ de sua atitude.
  • Ele não quer mais viajar e ninguém sabe _____________.

a) Porque – porque – porquê – porquê
b) Por que – por que – por que – porquê
c) Porque – porque – por quê – porque
d) Por que – porquê – porque – por que
e) Por que – por que – porquê – por quê

 

12) Assinale a alternativa que completa corretamente as lacunas das frases abaixo:

  • Ele foi um dos que _____________________ de viajar
  • Mais de um manifestante ________________ palavras obscenas.
  • ____________________duas opções: saldar as dívidas ou pedir um empréstimo.
  • ___________________ alternativas menos estressantes.

a) desistiram – gritava – Restam – Devem haver
b) desistiu – gritavam – Restam – Deve haver
c) desistiram – gritava – Restam – Deve haver
d) desistiu – gritavam – Resta – Deve haver
e) desistiu – gritava – resta – Devem haver

 

13) Assinale a alternativa que completa corretamente as lacunas das frases abaixo:

  • As medidas não _______ beneficiaram.
  • Aquelas leituras __________ influenciaram muito.
  • Nada ______ traria de volta a alegria perdida.
  • O diretor não __________ permitiu que se manifestasse.

a) o – o – lhe – lhe
b) lhe – lhe – lhe – lhe
c) o – o – o – o
d) a – lhe – a – a
e) lhe – o – lhe – o

 

14) Assinale a alternativa que completa corretamente as lacunas das frases abaixo:

  • Ele assistiu ______________ várias vezes e, mesmo assim, não compreendeu o desfecho.
  • Ela prefere ficar em casa ________ sair com aquelas pessoas.
  • Só hoje ele foi informado ____________ o bilhete foi premiado.
  • A casa lotérica informou-lhe _________ seu bilhete foi premiado.

a) o filme – do que – que – que
b) ao filme – do que – de que – que
c) o filme – a – que – de que
d) ao filme – a – que – que
e) ao filme – a – de que – que

 

15) Assinale a alternativa em que NÃO haja erro de acentuação:

a) Tudo fizeram para atrai-lo.
b) Gostaria muito de reve-lo, mas não teria tempo durante sua permanência na cidade.
c) Embora afirmasse possui-lo, ninguém pôde comprovar a veracidade da informação.
d) Todos disseram que gostariam de seguí-lo, mas nenhum deles realmente o fez.
e) O mais importante naquele momento era reparti-lo entre as pessoas presentes.

 

16) Assinale a alternativa que completa corretamente as lacunas das frases abaixo:

  • O jornalista sempre ________________ os debates entre políticos.
  • Lamentar o passado não ____________ a situação atual.
  • Era um garoto muito inteligente, mas ___________.
  • Ela nunca se _________________.

a) intermedeia – remedeia – irriquieto – maqueia
b) intermedia – remedia – irrequieto – maquia
c) intermedeia – remedeia – irrequieto – maquia
d) intermedia – remedeia – irriqueto – maqueia
e) intermedia – remedia – irriquieto – maquia

 

17) Assinale a alternativa que completa corretamente as lacunas das frases abaixo:

  • ________________ duas laranjas na fruteira.
  • O alvo das investigações __________ empreiteiros.
  • A polícia recolheu ______________ gramas de maconha no local.
  • Esqueceu ________________ sobre a mesa.

a) Sobrou – era – duzentas – o óculos
b) Sobraram – era – duzentos – o óculos
c) Sobrou – eram – duzentas – os óculos
d) Sobraram – eram – duzentos – os óculos
e) Sobrou – era – duzentos – o óculos

 

18) Assinale a alternativa que completa corretamente as lacunas das frases abaixo:

  • Foram juntos ________ igreja.
  • Referiam-se ________ que usava vestido azul.
  • Era um livro destinado ________ mulheres empreendedoras.
  • A peça teatral ________ qual tinham assistido um ano antes foi premiada.

a) à – à – a – à
b) a – a – a – a
c) à – à – à – à
d) na – a – as – a
e) à – a – à – a

 

19) Assinale a alternativa que completa corretamente as lacunas das frases abaixo:

  • Nós tínhamos _____________ atrasados, por isso perdemos o voo.
  • Os documentos foram ________________ ontem.
  • Ele havia ___________ os amigos naquele dia.
  • Ele tinha _________________ o segredo dela.

a) chego – entregues – trazido – descoberto
b) chegado – entregados – trago – descobrido
c) chegos – entregados – trazido – descoberto
d) chegado – entregues – trazido – descoberto
e) chego – entregues – trago – descobrido

 

20) Assinale a alternativa que completa corretamente as lacunas das frases abaixo:

  • ______ muitos anos que não nos vemos.
  • ______ dois meses da eleição, o candidato sofreu um grave acidente.
  • ______ dois dias que o gás vazava.
  • Seu projeto está ______ anos-luz do que podemos realizar agora.

a) A – A – Há – há
b) Há – Há – Havia – a
c) A – Há – Há – a
d) Há – Há – Há – há
e) Há – A – Havia – a

 


 

INGLÊS

 

O texto a seguir é da ombudsman do “New York Times”, Margaret Sullivan, publicado em 6 de dezembro de 2013. Leia-o e responda às questões 1, 2 e 3.

WHEN WHITE HOUSE PHOTOS ARE ‘VISUAL PRESS RELEASES’
For Doug Mills – the longtime White House photographer for The Times – what happened on Veterans Day was more than annoying. It was wrong.
He and other Washington journalists had been hearing that the oldest World War II veteran alive was coming to Washington to commemorate the occasion. But they weren’t sure just what the 107-year-old Richard Overton’s precise coordinates would be.
As it turned out, he had a private breakfast with President Obama – undoubtedly a newsworthy event as well as one that cried out to be photographed.
But press photographers were not allowed to take that photo. Only Pete Souza, the government-employed photographer who works on the White House staff, was there. His photo of the president and the old soldier went out on Twitter and then was posted on Flickr, and from there the world could see it and distribute it.
“As a journalist, you feel you should be there, but we’re shut out,” Mr. Mills told me this week. “It’s very frustrating.”
Increasingly, the Obama administration – yes, the most transparent administration ever, according to its early promises – has kept press photographers out of the kinds of events they used to be able to cover. Instead, the administration has relied on its own staff and social media to spread images worldwide.
That those images are exactly what the president’s staff would like them to be is no surprise. That’s what staff photographers are paid to do.
“It’s all about controlling the image and putting the president in the best light,” Mr. Mills said. There’s no chance for a gaffe, or a bad hair day, or a sour expression, or much spontaneity when photographs are subject to approval by the presidential gatekeepers.
“There’s been a kind of creep, where even on innocuous events, the White House is calling it private and then pushing out a picture that’s taken by their own photographer,” said Mickey Osterreicher, general counsel for the National Press Photographers Association, who has 40 years’ experience as a photojournalist. (It is understood, he said, that acceptable photographic access would mean using “a tight pool” of three to five press photographers who would then share their images with other photojournalists.)
Press photographers, and the news organizations they work for, are fighting back. As Mark Landler of The Times reported on Nov. 30:

In a letter two weeks ago to the press secretary, Jay Carney, the White House Correspondents’ Association and other organizations, including The New York Times, protested that the White House routinely excluded news photographers from sessions with the president and then released photographs of the events, usually taken by Mr. Souza.
‘You are, in effect, replacing independent journalism with visual press releases,’ said the letter, which criticized the White House’s policy as ‘an arbitrary restraint and unwarranted interference in legitimate news-gathering activities.‘”

And, in the past few weeks, some news organizations have taken another step – they have banned the use of these official photographs in their publications. Gannett and its flagship paper, USA Today; McClatchy; and The Associated Press are among them. (In each case, the organizations allow for a very narrow exception – a rare case like the famous photograph from the night of the Osama bin Laden raid.)
Santiago Lyon, A.P.’s director of photography, described to The Washington Post’s Paul Farhi “the trend” of more limitations on photographers since President Obama took office.
The White House, for example, did not allow photographers to shoot a meeting between the president and Malala Yousafzai. She is the Pakistani teenager who was shot by the Taliban for her statements in support of education for girls.
The Times has not changed its unwritten policy, which is to use such photographs only rarely, in certain unusual situations – where access is impossible because of security concerns, where the photo is a referenced part of the story or in photos of historical importance – according to Michele McNally, the assistant managing editor for photography.
I found seven instances in which White House “handout” photographs were used in The Times in 2013 – including a photograph of the president shooting skeet the previous year at Camp David and one of him sharing a laugh with former Secretary of State Hillary Clinton over lunch outside the Oval Office. Another shows the president discussing options for Syria in the Oval Office.
The Times signed the letter to Mr. Carney and was represented on an earlier conference call to plan strategy. But it could go further and be a more dominant voice on this issue. A written restatement of its policy and a more strictly enforced ban on such pictures would send a strong message and help the cause.
Why should this concern readers? Does it really matter what the source of the photograph is?
Here’s why it matters: First, in the age of digital manipulation, political photographs can be tampered with all too easily. Remember the congresswomen on the steps of the Capitol, with some members’ pictures inserted later because they couldn’t be there? (There is no suggestion that Mr. Souza or his White House colleagues have done anything like that.)
Second, controlling the image is just another way of controlling the news. To put it bluntly, White House “handout” photographs are closer to propaganda than to journalism.
That may seem overstated to some, but not to Doug Mills.
“I think every newspaper should have a ban on it,” he said. He’s right, and I agree. ***

 

1) De acordo com o texto, aquilo que o fotógrafo Doug Mills considerou errado no evento do Dia do Veterano na Casa Branca foi:
a) A maneira desrespeitosa como assessores de Obama trataram Richard Overton, o veterano da 2ª Guerra Mundial mais velho dos EUA.
b) O desalinhamento do presidente Barack Obama, que apareceu na celebração com o cabelo desarrumado e ainda cometeu várias gafes.
c) A conduta de seus colegas fotojornalistas, que ficaram de tocaia para tentar tirar fotos de um evento privado da Casa Branca.
d) A má qualidade das fotos de divulgação do evento, publicadas em redes sociais da Casa Branca, como Twitter e Flickr.
e) O fato de que a equipe de Obama só deixou o fotógrafo oficial da Casa Branca registrar o evento, proibindo fotojornalistas de tirar fotos.

 

2) Que providência fotojornalistas e veículos de informação tomaram em relação ao problema descrito no texto?
a) Escreveram um manifesto criticando Jay Carney, secretário de comunicação da gestão Obama, que acabou deixando o cargo.
b) Proibiram a publicação de fotos não oficiais em matérias de cobertura de eventos da Casa Branca.
c) Enviaram carta à Casa Branca classificando a restrição a fotos não oficiais de interferência injustificada na atividade jornalística.
d) Substituíram a cobertura presencial de eventos na Casa Branca por releases visuais, visando cortar custos.
e) Combinaram de usar fotos oficiais raramente, apenas quando não há condições de segurança ou quando a imagem tem dimensão histórica.

 

3) Segundo a autora, a fonte de uma imagem veiculada na imprensa é relevante para os leitores porque:
a) As fotos podem ser manipuladas digitalmente, removendo rugas e outros defeitos da aparência de políticos.
b) Fotos oficiais são mais próximas do jornalismo independente do que da propaganda.
c) Uma imagem pode ser mais reveladora do que um texto com mil palavras.
d) Controlar a produção de imagens é uma forma de controlar a informação.
e) A qualidade do trabalho de fotógrafos oficiais é inferior à do trabalho de fotojornalistas.

 

4) É uma tese comum a ambos os textos a de que:
a) o Brasil conquistou estabilidade política nas últimas décadas.
b) a situação econômica brasileira deve se agravar antes de começar a melhorar.
c) o país hoje tem políticos capazes de administrar a economia melhor do que Dilma.
d) um eventual impeachment da presidente dificilmente solucionaria a crise do país.
e) o país, apesar da turbulência, ainda está melhor do que os vizinhos sul-americanos.

 

5) Sobre o posicionamento adotado por cada texto a respeito de um eventual impeachment da presidente Dilma Rousseff, assinale a alternativa correta:
a) Seria nocivo às instituições democráticas nas atuais circunstâncias, segundo o texto I.
b) Poderia reverter a situação econômica, fazendo do século 21 o século do Brasil, segundo o texto II.
c) Pouparia a presidente de mais críticas e problemas, segundo o texto I.
d) Afundaria o país em uma bagunça institucional similar à da Argentina e à da Venezuela, segundo o texto II.
e) Estancaria o esquema de corrupção da Petrobras ao tirar o PT do poder, segundo o texto II.

 

6) No parágrafo 2 do texto I, as expressões “mismanagement”, “offenses” e “in the wings” podem ser traduzidas, respectivamente, como:
a) administração incompetente, ofensas e à espera
b) administração incompetente, atos ilícitos e a postos
c) ingerência, crimes e à margem
d) ingerência, atos ilícitos e à espera
e) incompetência, ofensas e de prontidão

 

7) No parágrafo 2 do texto II, os termos “sprawling”, “venal” e “kickbacks” podem ser traduzidos, respectivamente, como:
a) abrangente, vis e malas de dinheiro
b) avassalador, cruéis e desvios
c) disseminado, letais e desvios
d) abrangente, mesquinhos e propinas
e) disseminado, corrompidos e propinas

 

Leia o texto a seguir, adaptado de artigo do fotógrafo e escritor Teju Cole publicado na “New York Times Magazine” em 19 de agosto de 2015. Depois, responda às questões 8, 9 e 10.

SHADOWS IN SÃO PAULO

questões 8, 9 e 10 - foto - inglês

Are they gangsters? Are they bankers? There are certain photographs that seem to have been pulled out of the world of dreams. “Men on a Rooftop” by the Swiss photographer René Burri (1933-2014), is one such picture. The photograph, taken in São Paulo in 1960, shows four men on a rooftop, seen from the vantage point of an even higher building. Far below them, stark in black and white, are tram lines and cars, and tiny pedestrians so perfectly matched with their long shadows that they look like miniaturized sculptures by Giacometti.
I’m not sure when my interest in “Men on a Rooftop” became an obsession. Through the years it gained a hold on my imagination until it came to stand as one of the handful of pictures that truly convey the oneiric possibilities of street photography. To me, it literally portrays the levels of social stratification and the enormous gap between those above and those below.
Shortly after arriving in the city, I went to visit a friend, the curator Thyago Nogueira. A friend of his thought that Burri’s picture was made from the top of a building that once belonged to the Bank of the State of São Paulo. That building, still informally called the Banespão, was completed in 1947, and was for a while the tallest in Brazil.
I went up, 36 floors above the sprawling city. I took photos in all directions and realized, with a sinking feeling, that I was again in the wrong place. I wrote to thank Thyago anyway. I was frustrated but also vaguely amused, as though I were suspended in the first half of an uncompleted joke.
Then Thyago wrote back. His friend, he said, insisted that it had to be the Banespão. It could be no other. But I’d seen the view with my own eyes. What had I missed?
And that was when I remembered a curious story that Burri told about the photograph. In those days, according to Burri, Henri Cartier-Bresson, a founder of Magnum Photos, limited his fellow photographers to lenses from 35 millimeters to 90 millimeters. Burri had surreptitiously gone longer while shooting in São Paulo, to 180 millimeters. “I never told him!” he said. “At that point, I broke loose from my mentor.”
When you shoot at such an extended focal length, there’s a great deal more compression between the middle and far distances. The canyons created by São Paulo’s high-rises seem even more vertiginous. The angle of view is also severely narrowed, cutting out much of what the eye sees on the periphery of vision. Perhaps using the wrong lens was getting in my way? I’d taken a 50-millimeter lens with me. I now borrowed a longer lens from Thyago; it was only 85 millimeters, not ideal, but closer. Then I got in a taxi and went to the Banespão.
The time limit at the top of the building was five minutes, and in the open-air viewing platform, I got drenched. I set my eye to the camera’s viewfinder and looked northwest. Suddenly, everything clicked into place, as in the final moves of a jigsaw. I saw Burri’s view. The mission had been accomplished.
The photographic image is a fiction created by a combination of lenses, cameras, film, pixels, color (or its absence), time of day, season. When I’m moved by something, I want to literally put myself in its place, the better to understand what was transformed. My seeing his point of view and taking a picture from the same spot 55 years later did not solve the mystery. But in discovering all that can be known about a work of art, what cannot be known is honored even more. We come right up to the edge, and can go no farther.***

 

8) O autor interpreta que “Men on a Rooftop”:
a) Mistura fotografia, pintura e escultura para produzir formas perfeitas.
b) Traz à tona todo o potencial onírico da fotografia de estúdio.
c) Mostra o abismo entre os estratos mais elevados e os mais baixos da sociedade.
d) Revela o mistério das obras de arte, capazes de esgotar os sentidos de um objeto.
e) Critica a corrupção, flagrando a relação promíscua entre mafiosos e banqueiros do Banespa.

 

9) No trecho “‘I never told him!’ he said. ‘At that point, I broke loose from my mentor'”, as expressões “him”, “he” e “break loose” se referem, respectivamente, a:
a) René Burri, Thyago Nogueira e libertar-se
b) René Burri, Teju Cole e abandonar
c) René Burri, Henri Cartier-Bresson e libertar-se
d) Henri Cartier-Bresson, René Burri e desprender
e) Henri Cartier-Bresson, René Burri e superar

 

10) Ao encontrar a vista de “Men on a Rooftop” e fotografá-la, o autor descobriu que:
a) O insondável de uma obra de arte é ainda mais valioso do que seus aspectos perceptíveis.
b) A fotografia é uma ficção criada pela combinação de lentes, câmeras, filme, pixels, cor (ou ausência dela), horário e estação.
c) O mistério de uma imagem pode ser resolvido quando se vai ao mesmo local em que ela foi feita.
d) Ao chegar ao ponto exato em que uma foto foi tirada, é possível ir mais além e ampliar sua gama de sentidos.
e) Os verdadeiros significados da imagem se encaixaram como um quebra-cabeças e ele compreendeu a real intenção do fotógrafo.

 


 

QUESTÕES DISSERTATIVAS

1) Escolha UMA entre as quatro fotos abaixo e faça um texto, de até 500 caracteres com espaços, analisando a imagem.

a) Foto de 2009, de Marcos Tristão, publicada em “O Globo”, mostra menino de 12 anos, tocando violino no funeral de Evandro João Silva, coordenador da ONG AfroReggae, assassinado no Rio.

Marcos Tristão

 

b) Mulher chora pela morte de parente, mais uma vítima do ebola na Libéria, enquanto membros da Cruz Vermelha, com roupas de proteção, removem o corpo. Foto de Daniel Berehulak, do “New York Times”.

This Sept. 18, 2014, photograph by New York Times photographer Daniel Berehulak, part of a winning series,  provided by Columbia University shows a relative grieving as a Liberian Red Cross burial team dresses in protective clothing before removing the body of a suspected Ebola victim in central Monrovia, Liberia. Berehulak is the winner of the 2015 Pulitzer Prize for Feature Photography, announced Monday, April 20, 2015, at Columbia University in New York. (Daniel Berehulak, New York Times, Columbia University via AP) ORG XMIT: NYR202

 

c) Foto “Mãe Imigrante” (1936), de Dorothea Lange, mostra a pobreza de mulher e filhos, durante a Grande Depressão nos EUA.

 

d) Imagem de 2014, de uma estação do metrô de Tóquio, feita pelo fotógrafo britânico Peter Franc, que se perdeu ali.

 

2) Em sua opinião, a presidente Dilma Rousseff vai deixar o cargo antes do fim de seu segundo mandato? Por quê? Responda em até 500 caracteres com espaços.

 

3) Se fosse um gestor público, que medidas você tomaria para combater o problema do crack nas grandes cidades brasileiras? Responda em até 500 caracteres com espaços.

***