Site de notícias espanhol arrecada R$ 11 milhões via ‘crowdfunding’

Por treinamento

O projeto do site de notícias “El Español”, com previsão de lançamento no segundo semestre de 2015, obteve 3,6 milhões de euros (R$ 11,6 milhões) arrecadados em uma campanha de financiamento coletivo, um recorde mundial para um projeto jornalístico.

O jornal digital foi idealizado por Pedro J. Ramírez, de longa carreira no jornal “El Mundo”, onde atuou como diretor de 1989 a 2014. Durante seu período, o diário passou de 50 mil a 150 mil leitores e se consolidou como o segundo maior da Espanha em circulação.

Após sua demissão no ano passado, Ramírez decidiu investir a indenização de 5 milhões de euros (R$ 16 milhões) que recebeu do jornal no novo projeto e usou de sua influência, especialmente no Twitter, onde seu perfil (@pedroj_ramirez) possui mais de 300 mil seguidores, para divulgar a iniciativa e agregar novos apoiadores.

Foto "vintage" do logo do projeto "El Español", que arrecadou R$ 11 mi (Crédito: Reprodução/Twitter/@elespanolcom)
Foto “vintage” do logo do projeto jornalístico “El Español”, que arrecadou R$ 11 mi via “crowdfunding” (Crédito: Reprodução/Twitter/@elespanolcom)

A campanha de divulgação foi um sucesso. O perfil @elespanol, criado antes de qualquer produção de conteúdo, conquistou 100 mil seguidores em menos de quatro meses.

A rede social é uma ferramenta fundamental para o “El Español”, a ponto de a expressão “tuiteiro” estar entre as palavras-chave elegidas por Ramírez para descrever o novo empreendimento, entre outras como “independente”, “combativo” e “inovador”.

Para viabilizar a criação do jornal, Ramírez se uniu a outros jornalistas com os quais havia trabalhado anteriormente e fundou a editora Nohacefaltapapel, algo como “o papel é desnecessário”. A brincadeira no nome é um indicativo da mentalidade do futuro portal, voltado exclusivamente para a produção de conteúdo digital.

No modelo financeiro adotado, de “equity crowdfunding”, os investidores transformam-se em acionistas da empresa. O investimento mínimo era de 100 euros (R$ 322), equivalente a uma ação da empresa, e o máximo permitido por investidor era de cem ações ou 10 mil euros (R$ 32,2 mil).

A campanha, que terminou em 1º de março, conseguiu 5.471 investidores. O portal terá um direcionamento editorial voltado para as principais questões da crise política e econômica espanhola, como indicam seus jornalistas no vídeo de apresentação do projeto.