Emissora americana suspende âncora após ele admitir ter inventado história

Por treinamento

O âncora Brian Williams foi suspenso por seis meses pela emissora norte-americana NBC, sem receber salário durante o período. O jornalista era editor-chefe e apresentador do NBC Nightly News, telejornal noturno com maior audiência dos Estados Unidos.

File photo of Brian Williams from "NBC Nightly News" at the NBC Universal sessions of the Television Critics Association winter press tour in Pasadena
Crédito: Phil McCarten/Reuters

A decisão foi tomada depois que o jornalista admitiu ter inventado informações sobre o período em que cobriu a guerra no Iraque. Williams afirmou, por várias vezes ao longo dos anos, que esteve em um helicóptero atingido durante um confronto em 2003.A última menção ao caso ocorreu em 30 de janeiro, durante a cobertura de um jogo de hóquei no gelo em que um soldado aposentado, responsável pela segurança de solo dos helicópteros, foi homenageado.

Após o novo comentário do âncora, membros do regimento presentes no helicóptero atingido contestaram a declaração e relataram que Williams só teria chegado ao local uma hora depois, em outro helicóptero.

O jornalista alegou, em um pedido oficial de desculpas, ter confundido as duas aeronaves devido à “névoa da memória depois de 12 anos” e depois de assistir constantemente ao vídeo que o mostra inspecionando a área do impacto a bordo de um helicóptero.

O anúncio da suspensão veio na terça-feira (10), três dias após Williams comunicar que deixaria o programa por alguns dias. Seu substituto, Lester Holt, foi escolhido pela emissora para seguir como âncora do “NBC Nightly News”. Williams apresentava o telejornal desde 2004.

Além de afastar o jornalista, a NBC está conduzindo uma investigação interna sobre as coberturas de Brian Williams na viagem ao Iraque em 2003 e durante o furacão Katrina, em 2005.