Conheça os trainees da 59ª edição do Treinamento em Jornalismo Diário

Por treinamento

A 59ª edição do Treinamento em Jornalismo Diário da Folha começou na última semana e segue até 3 de junho. Foram 2.897 inscritos no processo de seleção e 15 aprovados para participar do programa.

Ao longo dos próximos quatro meses, eles conhecerão todas as etapas de produção do jornal, farão exercícios de apuração e fechamento, terão contato com os jornalistas da Folha e aulas de direito, história, economia, vídeo e língua portuguesa, entre outras atividades.

Trainees_59

Conheça um pouco da nova turma de trainees:

ADRIANO MANEO

Adriano Maneo, 24, nasceu em São Paulo, mas é do mundo. Entre uma viagem e outra, se arrisca na música e na bola. Morou nos Estados Unidos, onde se formou em Ciência Política. De volta ao Brasil, trabalhou com relações governamentais e agora tenta a sorte no jornalismo. Isso tudo enquanto termina a faculdade de relações internacionais na PUC-SP. Tio coruja, tem paixão pelo sobrinho.

AMANDA MASSUELA

Amanda Massuela, 22 anos, nasceu em Sorocaba (SP) e chegou a São Paulo para cursar jornalismo na Faculdade Cásper Líbero, onde se formou em 2014. Durante quase dois anos fez parte da redação da Revista CULT, período no qual teve a sorte de se embrenhar pela área cultural. Do interior, traz o gosto pela rua e por boas histórias – o que pretende traduzir em bom jornalismo na capital que aprendeu a amar.

ANNA RANGEL

Paulistana, formou-se em jornalismo na Cásper Líbero. Está terminando uma pós-graduação para em seguida retomar os estudos na segunda faculdade, Ciências Sociais, que em 2015 terá que esperar. Viveu na Finlândia por um ano, onde descobriu que gostava de explorar assuntos variados ao mesmo tempo, sem monotonia. Escreve sobre tudo, mas tem um carinho maior pela política internacional e pela gastronomia. Fora do horário comercial, é fotógrafa e cozinheira bem intencionada, porém bastante amadora.

CAROLINA LINHARES

Carolina Linhares, 23, nasceu em Belo Horizonte (MG) e se formou em jornalismo na USP. Trabalhou em um site educativo e foi estagiária da Folha antes de ser trainee. Gosta de viajar para ver o mundo e é fascinada pela cultura árabe. Ela quer saber tanto o que acontece nos países mais longínquos quanto na rua da sua casa.

CLÁUDIO GOLDBERG RABIN

Cláudio Goldberg Rabin, 30, é o primeiro gaúcho a se mudar para São Paulo e não levar chimarrão. Trabalhou com rádio, onde estagiou com aquele cara famoso por tomar um choque ao vivo na Festa da Uva, foi repórter de Zero Hora, morou um ano em Lisboa, onde estudou, e já foi para o Azerbaidjão. É obcecado por narrativas de longo formato, podcasts e Nelson Rodrigues.

DANIEL MARCONDES

Daniel Marcondes, 22, nasceu em Santos mas só se lembra de morar em São Paulo. Estuda direito na USP, mas seus interesses incluem literatura, economia e futebol. Pode ser encontrado todos os dias em estações de metrô de São Paulo.

DANIEL EMMENDOERFER DE CASTRO 

Daniel Emmendoerfer de Castro, 23, nascido e criado em Curitiba, formado em jornalismo pela Universidade Positivo e curso de especialização em Direito à Cidade e Gestão Urbana pela mesma instituição. Fica entusiasmado ao ler, falar e escrever sobre cidades. Costuma aceitar convites para jogar tênis e ir a estádios de futebol. Tem sempre um filme para assistir ou um livro que não pode deixar de ler. Pretende ensinar os colegas a falar vina, piá e penal.

FELIPE GIACOMELLI

Felipe Giacomelli, 26, nasceu e cresceu em São Paulo e desde pequeno já tinha o costume de folhear jornais. É formado em jornalismo pela UnB (Universidade de Brasília) e trabalhou por quatro anos cobrindo F-1 e os mais variados campeonatos do automobilismo mundial. A principal lição que tirou nesse período é que cada milésimo de segundo na vida é importante.

JOSÉ EMMANUEL SARINHO

José Emmanuel Sarinho, 27, nasceu em Santo André (SP). Estudou psicologia, mas preferia ler Drummond a ler Freud e hoje estuda letras na USP. Trabalhou algum tempo como professor de inglês. É normalmente sereno, exceto em alguns jogos do Corinthians, gosta sempre de agir de forma calma e pensada, adora armar e desvendar estratégias, talvez por isso uma das suas atividades preferidas seja jogar xadrez.

LAURA LEWER

Laura Lewer, 22, é de Juiz de Fora (MG) e formada em jornalismo pelo CES/JF. Não vai explicar por que escolheu a profissão porque não há espaço suficiente, mas pode afirmar que foi a melhor escolha que já fez. Não consegue ficar um dia sem ouvir música e reclamar de dor na coluna. Recém-chegada em São Paulo, sente saudades de casa todos os dias e espera aprender a atravessar as ruas da cidade até o fim do treinamento.

LEONARDO NEIVA

Leonardo Neiva, 23, nasceu em São Paulo e é formado em jornalismo pela USP. Já passou pelo G1 como estagiário e trabalhou em sites e assessorias de imprensa. Amante dos livros desde criancinha, cresceu ouvindo músicas do anos 80 no rádio da mãe e vem desenvolvendo uma paixão platônica pelo cinema. História, cotidiano e política são alguns de seus interesses.

MARCO LEMONTE

Marco Lemonte, 29, é paulistano e palmeirense fanático. Formado em ciências sociais pela USP, é atualmente mestrando do programa de História Social nesta mesma universidade, onde desenvolve pesquisa sobre a questão do nacionalismo étnico na União Soviética. Nômade e aventureiro, viajou de Buenos Aires a Manaus sem pegar nenhum avião no caminho. Também já passou um ano vivendo entre a Rússia e a Índia.

PATRICIA PAMPLONA

Patricia Pamplona é de Florianópolis (SC) e tem 23 anos. Acaba de concluir sua graduação em jornalismo na UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina), onde se descobriu fanática pela profissão. Passou por estágios em TV estatal e assessorias, mas sua paixão está na imprensa escrita. Além de café acompanhado de um bom livro.

PHILIPPE SCERB

Philippe Scerb, 24, é formado em relações internacionais pela PUC-SP e mestre em ciência política pela Sciences Po Paris. Depois de três anos fora do Brasil, voltou para ver o Corinthians na libertadores e dançar “beijinho no ombro”.

THIAGO AMÂNCIO

Thiago Amâncio, 21, nasceu em Uberlândia (MG), cresceu em Patos de Minas (MG), estudou jornalismo na UnB (Universidade de Brasília), e acabou de chegar em São Paulo para tentar a vida. Já passou por televisão universitária, produtora audiovisual, revista científica, rádio local, jornal impresso e não entende o problema do ketchup na pizza. Mas também não aceita que ele seja usado no pão de queijo.