Teatro Máquina leva para Salvador montagem elogiada na Escócia

Por aballes

STEFANIE SILVEIRA

COLABORAÇÃO PARA A FOLHA, DE LONDRES

O grupo cearense Teatro Máquina apresenta hoje, em Salvador, a peça “Leonce e Lena”, montagem que foi elogiada durante a série de apresentações em Edimburgo, na Escócia, no Fringe Festival. A apresentação desta semana ocorre no Festival Latino Americano de Teatro da Bahia, onde também vão encenar “João Botão” e “Repeter”.

“Leonce e Lena”, escrita em 1836 pelo alemão Georg Büchner, trata da história de dois jovens: o príncipe Leonce, do Reino de Popo, e a princesa Lena, do Reino de Pipi. Diante da promessa de um casamento arranjado, os dois fogem e, no caminho, acabam se conhecendo e se apaixonando. O texto faz uma sátira e traz uma visão crítica sobre o ócio e a liberdade.

A montagem brasileira agradou o público do Fringe, que é o maior festival de artes do mundo. O texto foi adaptado pelo Teatro Máquina em 2005 e escolhido para fazer parte da mostra do país no Fringe, que contou com outros três grupos brasileiros.

O jornal escocês “The Scotland” publicou uma resenha sobre a apresentação do Teatro Máquina e, nas palavras do jornalista Mark Fisher, a jovem companhia encena o romance satírico com uma “energia de discoteca e um ar lúdico de irreverência”. O artigo é finalizado com o contundente elogio: “eles vão impressioná-lo com seu espírito vibrante”. O grupo também recebeu elogios de dois sites que fizeram a cobertura dos eventos, “ThreeWeeks” e “Wow247”.

De fato, a montagem contemporânea do Teatro Máquina impressiona pela agilidade e leveza que confere à história. O texto antigo e rebuscado toma novas formas ao ser combinado com ritmos musicais brasileiros, figurino simples e cenário mais imaginativo do que sofisticado. Os atores representam mais de um papel em cena, além de serem responsáveis pela organização dos objetos cenográficos e pelos efeitos sonoros. Com a engrenagem do teatro à mostra, usando apenas plástico bolha e cabeças de manequins, os artistas conseguem provocar o público.

Segundo a diretora Fran Teixeira, Büchner foi escolhido por ser uma das importantes referências do teatro de Bertolt Brecht (dramaturgo alemão) que oferece espaço para experimentação.

“O teatro épico brechtiano é nossa fonte primária, mas também onde descobrimos nossas próprias formas de narrar. A troca de papeis presente no “Leonce e Lena” é uma escolha formal, mas especialmente o exercício de um desafio em teatro, o de poder separar ator e personagem e dar materialidade ao texto na cena”, explica.

 

O GRUPO

 

O Teatro Máquina nasceu há dez anos em Fortaleza, no Ceará. Composto pelos atores Aline Silva, Ana Luiza Rios, Joel Monteiro, Edivaldo Batista, Levy Mota e Loreta Dialla, e pela diretora Fran Teixeira, o grupo se divide na condução das atividades de produção e administração.

A oportunidade de ir para a Escócia ocorreu devido à participação no festival Cena Brasil Internacional, no Rio de Janeiro, em 2012. A partir dos grupos residentes que estavam se apresentando na capital carioca, foram escolhidas as peças que seriam levadas a Edimburgo como uma segunda etapa do Cena Brasil. Os custos da viagem foram bancados pelo próprio grupo e com apoio do Ministério das Relações Exteriores e das Secretarias de Cultura da Prefeitura de Fortaleza e do governo do Estado do Ceará.

            Mesmo com o reconhecimento internacional e a participação na maioria dos festivais de teatro do Brasil em 2012, o grupo diz querer permanecer em Fortaleza, incentivando a produção local.

“As políticas culturais passaram a entender a produção nordestina dentro do seu contexto e a importância de valorizar e fomentar o teatro no lugar onde ele nasce. Não temos interesse em ser reconhecidos. Não trabalhamos para isso. Reconhecemos sim que precisamos do teatro, que ele nos faz viver. Fazemos teatro em Fortaleza, não queremos sair daqui e sabemos da importância que há em continuar fazendo teatro aqui”, diz Fran Teixeira.

A jornalista STEFANIE SILVEIRA viajou a convite do Consulado Britânico, após ser uma das selecionadas no Desafio GREAT

 

SERVIÇO

 Festival Latino Americano de Teatro da Bahia http://www.filte.com.br

 “REPETER”

QUANDO 07 e 08/09 – 21h

ONDE Teatro Vila Velha – Salvador (BA)

QUANTO R$ 10

CLASSIFICAÇÃO Todas as idades

 “JOÃO BOTÃO”

QUANDO 08/09 – 16h

ONDE Teatro Vila Velha – Salvador (BA)

QUANTO R$ 10

CLASSIFICAÇÃO Infantil