A Suzana já saiu?

Por aballes

Por Giulia Lanzuolo, trainee da turma 55

 Não sei se vocês sabem, mas a ombudsman Suzana Singer, 47, tem duas colunas na Folha. Além do texto publicado aos domingos no caderno “Poder”, ela dispõe de um espaço diário no blog interno do jornal, a que apenas funcionários têm acesso.

Em todos os dias úteis, por volta do meio-dia, começa a ser publicada sua análise sobre o jornal do dia. Críticas, elogios, sugestões de pauta e comparações com outros veículos são algumas das coisas que aparecem por lá. Todos os posts têm espaço para comentários.

Quem passar pela Editoria de Treinamento no início da tarde com certeza ouvirá: “A Suzana já saiu?”. A indagação é um convite para nosso debate cotidiano a respeito do que deu certo, ou nem tanto, na Folha daquele dia. Na redação, sabemos, as coisas são mais complicadas.

Para mim, esse espaço de discussão que a coluna de Suzana gera é um dos grandes benefícios do Programa de Treinamento. Os 12 trainees têm pontos de vista bastante dissonantes, o que ajuda muito na formação de opiniões bem estruturadas.

É uma pena que esse movimento não apareça nos comentários do blog interno. Os jornalistas não comentem muito por lá. Talvez por falta de tempo.  De qualquer forma, acho vantajoso trabalhar num jornal com ombudsman. No Brasil, além da Folha, apenas “O Povo”, de Fortaleza (CE), e a Empresa Brasil de Comunicação (EBC) têm esse posto.