Novo em Folha

Programa de Treinamento

 -

O blog é uma extensão do Programa de Treinamento em Jornalismo da Folha. É produzido pela equipe da Editoria de Treinamento, pelos trainees e por outros colaboradores da Redação da Folha.

Perfil completo

Publicidade
Publicidade

“Pode soletrar seu nome?”

Por Cristina Moreno de Castro
Ou seria Filipe?

O nome da entrevistada é Joana.

É um nome até simples, comum. Mas eu pergunto: com um N só? Tem H? E sempre aponto para o jeito como escrevi no bloquinho e mostro a ela: “É assim mesmo?”. Pode ser um Joana da Silva, eu mostro como escrevi. Se é por telefone, soletro para ter certeza. Se é Antônio, por exemplo, sempre confiro se tem acento.

Mas nem sempre fui assim. Fiquei mais atenta aos nomes dos entrevistados depois de errar pelo menos duas vezes, feiamente. O erro deixa a gente mais esperto 😉

E errar nomes é uma das coisas mais comuns do mundo — literalmente do mundo.

Um post bem legal do Poynter recentemente mostrou como o New York Times, por exemplo, já errou trocentas vezes a forma de escrever determinados nomes. E o próprio Poynter, que teve 16% de seus erros relacionados a nomes próprios.

Vale a pena ler e refletir — e pensar em formas de evitar que isso ocorra com a gente, independentemente das preocupações com outras partes da apuração supostamente mais complexas e importantes.

As fontes ficam — com razão — injuriadas quando leem o próprio nome publicado errado.

CLIQUE AQUI para ler.

Blogs da Folha

Patrocínio

Publicidade
Publicidade
Publicidade