Como fazer o cartão de visitas?

Por Cristina Moreno de Castro

A leitora Flávya, de Beagá, pergunta:

“No cartão de visita podemos ou devemos colocar algo que simbolize a profissão? Exemplo: fundo com imagem de jornal impresso, microfone… Recomenda-se colocar as redes sociais em um cartão de visita? E para jornalistas ou comunicadores que não querem vincular a imagem da empresa onde trabalham no cartão, qual seria a arte ideal para ficar apresentável? E o número do registro (MTb, DRT…), é necessário colocar? Para terminar, convém colocar o endereço residencial?”

Respondi o seguinte:

“Faça o cartão de visitas com jeito mais objetivo e profissional possível. Sem imagens, sem fundo. O da Folha é padronizado com as seguintes informações:

no centro, o nome do jornalista, com seu cargo logo abaixo.

No canto inferior esquerdo, o nome do jornal, com endereço completo.

No canto inferior direito, o telefone e email do jornalista.

O papel do cartão da Folha é de cor branca e só tem um detalhe em marca d’água do logotipo do jornal, mas mal aparece.

Não acho necessário colocar MTB, mas pode ser uma boa se vc for autônoma ou quiser um cartão sem vínculo com o jornal, porque já dá mais confiabilidade quando for se apresentar como frila.

(Se tiver uma empresa, vale colocar o nome ou logotipo dela, no canto, ou em marca d’água mesmo.)

Por fim, não vejo por que colocar o endereço residencial, acho até ruim sair espalhando uma informação tão privativa.”

Amigos designers, têm outras sugestões melhores? 😀