5 dicas para matérias envolvendo Direito

Por Paula Leite

As trainees Carolina de Andrade e Daniela Arai resumiram em tópicos o que aprenderam na semana de imersão no Direito. As dicas delas podem ser úteis para quem trabalha com matérias relacionadas a crimes e a legislação.

– Os processos podem não estar onde deveriam. Quando se trata de questões judiciais, é sempre importante reservar um tempo maior do que o supostamente necessário, já que os processos podem estar perdidos no limbo do Judiciário.

 – Quando a matéria exige conversar com políticos em exercício, é bom também fazer as coisas com uma certa antecedência: muitos deles reservam uma parte da semana para voltar às cidades de origem e podem não estar disponíveis para conversar com você imediatamente.

-Para fazer uma boa matéria técnica, é preciso entender muito mais do que os fatos a serem relatados. No caso das matérias sobre andamento de casos criminais, é preciso entender a lógica jurídica que está por trás dos trâmites do processo. Mesmo que a intenção não seja explicar ao leitor os meandros do Judiciário, é preciso conhecê-los e entendê-los minimamente para escrever uma matéria completa e com sentido.  

– Se precisar de maiores explicações sobre detalhes jurídicos que você não domina, professores universitários são boas fontes. A maioria deles é bastante solícita e costuma entender tanto os aspectos acadêmicos quando os práticos de um assunto.

– Manter boa relação com as assessorias de imprensa é imprescindível. Muitas instituições e pessoas públicas só se manifestam através delas.