Mais de 20 vagas para jornalistas

Na Folha

  Bolsas

Concursos públicos

 São Paulo

 Santa Catarina

 Brasília

 Pernambuco

 Este blog apenas divulga oportunidades de trabalho que chegam a nosso conhecimento. Não nos responsabilizamos pelas vagas que não são da Folha.

Comentários

  1. OK 😉 e eu estuo tentando nos cursos gratuitos que tem relação com oque gosto. Mas até para um pós graduação a universidade federal não abrirá nenhum este ano. o que aumenta minha revolta.
    Olhei os cursos gratuitos que divulgam aqui, mas eu não gosto muito da linha investigativa rsrsrs. E os de Oxford as aulas são inglês, eu não estou desenvolvida ainda no inglês falado rsrsrs. Mas estou no curso 😉 .. Tento outros aqui também e vou ver se faço um portfólio e fazer críticas de alguns assuntos como vocês citaram aqui. Surgiu também uma oportunidade para um revista digital masculina para publicar ( voluntariamente) mas já é um começo (espero) rsrsr.. bjoss e obrigada pelas respostas 😉

  2. Eu só vejo Pernambuco ofececer vagas de estágio. Quando eu precisava de estágio era quase impossível, depois de formada Recife trocou as bolas. É uma decepção minha cidade para o meio jornalístico, viu? Uma cidade maravilhosa para viver e de rica cultura, mas muito fraca em empregabilidade neste meio, principalmente para inexperientes =/ ai ai.. o que fazer ? Uma boa pergunta para um novo tópico aqui : O que fazer os jornalistas desempregados e inexperientes? Pois até para se qualificar precisam de oportunidades.

    1. Isso acontece em praticamente todos os Estados, com exceção de SP, Rio e Brasília… Em Minas é ainda mais raro que em Pernambuco a gente saber de vagas e divulgar aqui 🙁
      Acho que vc tem que aproveitar o tempo para fazer cursos (há vários gratuitos na internet, na nossa área: http://novoemfolha.folha.blog.uol.com.br/cursos) e tentar emplacar frilas 😀
      bjos

  3. Posso perguntar uma coisa? Até que ponto é ousado uma pessoa que não tem graduação (mas está cursando) se candidatar a uma vaga que, no anúncio, pede curso superior completo?
    Quero dizer, vale a pena ou o currículo é descartado sem ao menos levar em conta experiências, idioma etc?
    Às vezes penso não ter problema nenhum, já que vejo muitos casos de gente que tem cargo ‘importante’ e que ainda não terminou a faculdade. Mas, também penso que pode ser típico de quem não é nada na vida, e acha que pode ser.

    ps – eu sei que há sistemas que automaticamente filtram os currículos cadastrados e, sem o perfil que procuram, o seu cadastro não vai nem aparecer pra eles. Mas, ainda é comum pedirem o currículo no corpo do e-mail ou anexado, o que significa que pelo menos vão ler algumas linhas.

    1. Mônica, acho que depende de cada caso mesmo. Em geral o recrutador deve buscar só os perfis que interessam a ele, mas, se algum que não preenche todos os requisitos se destacar positivamente, nada impede de a pessoa resolver abrir uma exceção, né?

    2. Mônica, acho que não custa nada mandar (a não ser que seja um concurso pago, algo assim).
      É verdade, hoje em dia muitas empresas usam sistemas que filtram os currículos. Eu não gosto deles. Tenho muito medo de perder um bom candidato por uma regra fria e arbitrária.
      Em jornalismo, há muita gente que começa a trabalhar antes de terminar a faculdade, e às vezes nem termina.
      Se puder fazer seu currículo, em vez de preencher uma ficha padrão, comece pelos seus pontos mais fortes (que variam de pessoa pra pessoa) e com aqueles que têm mais a ver com as necessidades da vaga a que está concorrendo.
      Por exemplo, se é uma vaga para trabalhar numa agência de notícias italianas e você é fluente em italiano, inglês e francês, destaque isso de cara.
      Se é para fazer produção em TV e você estagiou justamente com isso, e além do mais sabe filmar e editar, priorize essa informação.
      Para lembrar: editores recebem muitos currículos e são um povo sem tempo. Ressalte o mais importante. É como lide de matéria: ou você fisga o leitor logo, ou corre o risco de ele não chegar à informação principal.
      Boa sorte!
      😉

Comments are closed.